Descontruindo os mitos sobre o café forte

Descontruindo os mitos sobre o café forte

Se você sente muito sono pela manhã, provavelmente você é do tipo de pessoa que adora um café extraforte. Este é o momento de desmistificar o dito de que: “café forte desperta e deixa ligado”.

Quando lemos nas embalagens e rótulos “café extraforte”, “café forte” ou “café intenso”, nada disso está relacionado com a quantidade de cafeína. Normalmente o que essas embalagens querem transmitir é que apenas o sabor da bebida é mais amargo.

A cafeína é uma substância que confere um sabor amargo ao café e é por isso que nós corretamente associamos um café mais amargo a um café com potencial para nos fazer despertar pela manhã. Mas acontece que a cafeína não é exclusivamente a única fonte de amargor da bebida.

A outra fonte de amargor é a torra. Quanto mais escura é a torra de um grão, mas amarga torna-se a bebida. Por isso, quando você comprar um café “extraforte” é praticamente garantido que aquele grão foi apenas hiper torrado.

Já os cafés especiais, não são fortes e nem fracos simplesmente porque sua intensidade não é medida para a cafeína. Cafés especiais apresentam sabores complexos e equilibrados, doçura, presença aveludada na boca e preservam as notas características de sua origem. São agradáveis e muitas variedades não precisam de açúcar.

Se a sua preocupação é em ficar acordado, é importante que você saiba que a cafeína está presente na estrutura molecular do alimento. Torrar mais ou menos não irá intensificar a sua presença, pois a torra não tem capacidade de criar mais cafeína, na verdade, a torra muito escura pode destruir parte destas moléculas, deixando o seu “café forte” possivelmente menos eficaz em te deixar alerta.

Conheça nossos cafés especiais, 100% arábica, mais saudáveis e saborosos e com o mesmo nível de cafeína do que grãos mais torrados. Ao experimentar os cafés Baggio com as torras média, você ganha muito mais em sabor sem perder em cafeína.

Deixe um comentário

Voltar a Blog